VUNESP – IAMSP/PREVENIR 2011 – Questão 60

60. De acordo com o Código de Ética da Fisioterapia, o fisioterapeuta pode deixar de pleitear honorários por assistência prestada a

(A) ascendente, descendente, colateral, afim ou pessoa que não viva sob dependência econômica.

(B) colega ou pessoa que viva sob a dependência econômica deste, ressalvado o recebimento do valor do material porventura despendido na prestação de assistência.

(C) instituição de finalidade filantrópica, reconhecida como de utilidade pública que, a critério do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, não tenha condição de remunerá-lo adequadamente e cujos dirigentes recebam remuneração.

(D) pessoa reconhecidamente carente de recursos e/ou com condições de remunerá-lo.

(E) instituição de finalidade filantrópica, reconhecida como de utilidade pública que, a critério do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, tenha condição de remunerá-lo adequadamente e cujos dirigentes recebam remuneração.

i60

Mesmo caso da anterior. Em todas as alterntivas eles fizeram uma leve alteração para deixar incorreto, com exceção da alternativa “B”.

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: B

Alternativa que indico após analisar: B

Anúncios

VUNESP – IAMSP/PREVENIR 2011 – Questão 59

59. O artigo 8.º, do Código de Ética do Fisioterapeuta, dispõe sobre proibições no exercício profissional. Assinale a alternativa correta.

(A) Delegar suas atribuições, salvo por motivo relevante.

(B) Atender a cliente que saiba estar em tratamento com colega, em caso de indubitável urgência.

(C) Atender a cliente que saiba estar em tratamento com colega, através de busca ativa pelo profissional.

(D) Exigir, de instituição ou cliente, outras vantagens, além do que lhe é devido em razão de contrato, honorários ou exercício de cargo, função ou emprego.

(E) Prescrever tratamento sem examinar diretamente o cliente, exceto em caso de indubitável urgência ou impossibilidade absoluta de realizar o exame.

i59

Quando vocês estiverem estudando provas anteriores e se depararem com questões sobre o código de ética da Fisioterapia, reparem na data da prova. Essa aqui é de 2011, ou seja, anterior ao novo código de ética. Então era outro texto, outra lei.

O novo código de ética entrou em vigor em julho de 2013 e revogou os códigos de ética anteriores a ele. Assim, qualquer prova realizada de 8 de julho de 2013 para cá que cobre como conteúdo o código de ética, deve obrigatoriamente utilizar o novo código de ética da Fisioterapia, que foi publicado na resolução nº 424 do COFFITO.

Vou deixar link para baixarem o novo código:

http://www.crefito3.org.br/dsn/pdfetica/Res%20Coffito%20424-2013-%20C%C3%93DIGO%20%C3%89TICA%20FISIO.pdf

Nessa questão, não entendi muito bem a “C”, se é a busca ativa do site do CREFITO, mas a banca a considera correta. Mas a “D” é escandalosamente proibida.

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: C

Alternativa que indico após analisar: C e D

VUNESP – IAMSP/PREVENIR 2011 – Questão 36

36. Segundo a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), “a promoção de saúde dos idosos deve estar a cargo de uma equipe interdisciplinar”, o que vai ao encontro do princípio de integralidade, como preconiza o sistema único de saúde. O princípio de integridade inclui

I. favorecer a ampliação e o desenvolvimento da dimensão cuidadora;

II. o atendimento contextualizado dentro da realidade de cada usuário ou comunidade e um maior comprometimento dos profissionais com o seu trabalho;

III. favorecer a quebra de relações de poder entre os profissionais da saúde e a disseminação do trabalho em equipe.

Dos tópicos elencados, pode-se afirmar que

(A) I, II e III estão incorretos.

(B) apenas I está correto.

(C) apenas II está correto.

(D) I, II e III estão corretos.

(E) apenas III está correto.

I36.jpg

Integralidade é tudo isso e muito mais.

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: D

Alternativa que indico após analisar: D

VUNESP – IAMSP/PREVENIR 2011 – Questão 35

35. As diferenças entre a prática multidisciplinar e a prática interdisciplinar se fazem, não só pela forma de atuação, mas também pelas atitudes entre os membros da equipe, pela maneira como se estabelece o processo de comunicação e pela troca efetiva de conhecimento, independentemente do campo de conhecimento de cada profissional. A interdisciplinaridade deve ser um projeto de equipe pressupondo-se reciprocidade, superação do individualismo e possuir uma inter-relação afetiva. Com base nessa descrição, é correto afirmar:

(A) devem existir pessoas ou órgãos institucionais que viabilizem e monitorem a relação entre saberes, profissões e disciplinas.

(B) as potencialidades de cada área devem ser exploradas em torno de um objeto prático ou teórico comum.

(C) a área mais próxima do objeto abordado deve assumir a coordenação e articulação entre as demais.

(D) deve ser estabelecida a unificação do discurso e das práticas entre as áreas envolvidas.

(E) deve ser estabelecida a abordagem de uma questão ou problema por cada área, e posterior articulação do que foi realizado.

i35.png

Questão bem interessante.

Por multidisciplinar, entendemos várias especialidades. Por interdisciplinar, entendemos que essas várias especialidades se comuniquem entre si, em prol do objetivo comum.

A alternativa “A” transfere para a figura do gestor toda a articulação da equipe, o que não é correto.

A “B” afirma exatamente o que é interdisciplinaridade.

A “C” coloca em um só profissional a responsabilidade de articular a equipe, o que costuma não dar certo.

A “D” é errada mesmo. O discurso não precisa ser unificado, cada profissional pode escolher uma conduta, que eventualmente vá divergir com a conduta de outro profissional. Mas no final, é preciso o consenso do que é melhor para o paciente, o que não quer dizer que o discurso foi unificado.

A “E” não é exatamente trabalho em equipe, é mais um grupo que dá pareceres que posteriormente precisam ser confrontados por terceiros.

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: B

Alternativa que indico após analisar: B

VUNESP – IAMSP/PREVENIR 2011 – Questão 34

34. É objetivo social da reabilitação:

(A) potencializar a saúde funcional da comunidade.

(B) promoção e prevenção da saúde.

(C) minimizar incapacidades.

(D) potencializar a saúde funcional do indivíduo.

(E) inserção ou reinserção no mercado de trabalho.

i34

A reabilitação, como estratégia, possibilita a recuperação da capacidade de gerar sentido, sendo capaz de restabelecer o exercício de cidadania, criando vínculos da pessoa que requer atenção com o serviço que a assiste.

Os atuais projetos voltados para o modelo de reabilitação psicossocial têm enfocado quatro aspectos: moradia, trabalho, família e criatividade (lúdico/artística).

2007. A reabilitação psicossocial no atendimento em saúde mental: estratégias em construção. Maria Alice Ornellas Pereira

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692007000400021&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt&userID=-2

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: E

Alternativa que indico após analisar: E

VUNESP – IAMSP/PREVENIR 2011 – Questão 33

33. A definição, “A Reabilitação compreende todas as medidas destinadas a reduzir os efeitos das afecções que produzem incapacidade ou desvantagem e permite ao incapacitado ou deficiente sua integração social.”, da Organização Mundial de Saúde, refere-se à

(A) reabilitação psicossocial.

(B) reabilitação profissional.

(C) reabilitação baseada na comunidade.

(D) reabilitação, somente.

(E) reabilitação física.

i33

Essa definição de reabilitação não delimita uma área, é bem global. Seria diferente se citasse que “a reabilitação do aparato locomotor”. Reabilitação, portanto.

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: D

Alternativa que indico após analisar: D

VUNESP – IAMSP/PREVENIR 2011 – Questão 32

32. Sobre as ações de reabilitação previstas na Portaria, que cria os Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF), é correto afirmar que

(A) devem priorizar atendimentos coletivos.

(B) devem priorizar atendimentos individuais.

(C) devem desenvolver projetos e ações setoriais para inclusão e melhoria da qualidade de vida das pessoas com deficiência.

(D) a Reabilitação Baseada na Comunidade não está prevista nessa portaria.

(E) o trabalho de inclusão escolar, no trabalho ou social, será direcionado para os Núcleos Integrados de Reabilitação (NIR).

I32

Questão com errinho de pontuação no enunciado, depois querem tirar pontos quando erramos na língua portuguesa…

Os Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF) foram criados pelo Ministério da Saúde em 2008 com o objetivo de apoiar a consolidação da Atenção Básica no Brasil, ampliando sua abrangência e resolubilidade. São equipes multiprofissionais que devem trabalhar de forma integrada às equipes Saúde da Família, apoiando-as e compartilhando saberes.

http://www.saude.rs.gov.br/upload/1383057504_NASF_set2013.pdf

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: A

Alternativa que indico após analisar: A