FCC – TRE 13 2007 – Questão 23

23. A articulação radio–ulnar proximal é classificada morfologicamente em

(A) condilar.

(B) trocóide.

(C) esferóide.

(D) plana.

(E) gínglimo.

23b

Por dra Isabela Oliveira Guedes Ribeiro

Primeiramente, vamos relembrar as classificações. Isso vai ajudar em qualquer questão sobre os tipos de articulações.

As articulações podem ser classificadas funcionalmente, de acordo com sua mobilidade, em:

– Sinartroses: imóveis. (são as articulações fibrosas).

– Anfiartroses: possuem pouco movimento. (são as articulações cartilaginosas)

– Diartroses: móveis. (são as articulações sinoviais).

23

As articulações também podem ser classificadas de acordo com o tipo de tecido que se interpõe entre as peças em:

– Fibrosas: contém tecido conjuntivo fibroso. Possuem mobilidade muito reduzida, sendo praticamente imóveis. São subdivididas em:

Sindesmoses: possuem grande quantidade de tecido conjuntivo, podendo formar ligamento ou membrana interósseos.

Suturas: possuem menor quantidade de tecido conjuntivo quando comparada às sindesmoses e são encontradas principalmente nos ossos do crânio.

– Cartilaginosas: possuem cartilagem entre as peças. Apresentam pouca mobilidade. São subdividas em:

Sincondrose: possuem cartilagem hialina.

Sínfise: possuem fina camada de cartilagem hialina e se articulam pela interposição de fibrocartilagem espessa. (Ex.: articulação entre os corpos das vértebras: há interposição do disco intervertebral).

– Sinoviais: caracterizam-se pela presença de três elementos: a cápsula articular, a cavidade articular e o líquido sinovial. O principal meio de união entre as peças articulares é a cápsula articular, a qual se prende aos ossos da articulação, formando uma cavidade articular, onde é encontrado o líquido sinovial, o que possibilita mais movimento na articulação.

Há duas classificações das articulações sinoviais:

Funcionalmente, de acordo com seus eixos de movimento, serão classificadas em:

Monoaxial: realiza movimentos apenas em torno de um eixo.

Biaxial: realiza movimentos em torno de dois eixos.

Triaxial: realiza movimentos em torno de três eixos.

Morfologicamente, de acordo com a forma das superfícies articulares, serão classificadas em:

Planas: as superfícies são planas ou ligeiramente curvas. Permitem discreto deslizamento. Ex.: articulação entre os ossos curtos do carpo.

Gínglimo (“dobradiça”): realizam flexão e extensão. São, portanto, monoaxiais. Ex.: articulação do cotovelo (entre a ulna e o úmero).

Trocóide: as superfícies são cilíndricas e permitem apenas movimentos de rotação. Ex.: articulação rádio-ulnar proximal (faz pronação e supinação).

Elipsóide (ou condilar): uma das superfícies é côncava e a outra, convexa, e o contorno da articulação assemelha-se a uma elipse. Permitem flexão e extensão, abdução e adução (são biaxiais). Ex.: articulação radiocarpal, temporomandibular.

Selar: uma das superfícies tem formato de sela, com um lado côncavo e outro convexo, e se encaixa em outra superfície com convexidade e concavidade em sentido contrário. Ex.: articulação carpomatecarpal do polegar (entre o osso trapézio do carpo e o 1º metacarpo).

Esferóide: as superfícies são segmentos de esfera e se encaixam em receptáculos ocos. Permitem movimentos em todos os eixos. Ex.: articulação do ombro (entre úmero e escápula), articulação do quadril (entre cabeça do fêmur e acetábulo).

Agora, voltando à questão, podemos classificar a articulação radio-ulnar proximal como uma diartrose, sinovial, monoaxial e, morfologicamente, como trocóide. Portanto, alternativa B está correta!

Referência: DANGELO, J. G.; FATTINI, C. A. Anatomia humana sistêmica e segmentar. 3. ed. Rio de Janeiro: Atheneu. 2007.

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: B.

Alternativa que indico após analisar: B.

FCC – TRE 13 2007 – Questão 21

21. Os canais de Harvers dos ossos comunicam-se entre si, com a cavidade medular e com a superfície óssea através de

(A) Canais de Hering.

(B) Ductos Coletores.

(C) Canais de Volkemann.

(D) Cristas Espirais.

(E) Canais de Schelmam.

tecido-sseo-8-638

Por dra Isabela Oliveira Guedes Ribeiro

A vascularização e inervação do osso compacto é feita através do Sistema de Harvers. Este sistema é formado por lamelas ósseas concêntricas dispostas ao redor de um canal central, o canal de Harvers, onde que se encontram os vasos sanguíneos que nutrem as células ósseas. Os vasos sanguíneos dos canais de Harvers comunicam com as superfícies ósseas através de canais transversais e oblíquos denominados de canais de Volkmann (alternativa C).

Ductos coletores são partes constituintes do sistema renal, cuja função é coletar urina dos néfrons.

Cristas espirais são estruturas da porção de ejeção do coração. Fazem parte do processo de desenvolvimento cardíaco no estágio embrionário.


Canal de Schlemm é um canal circular do olho. Foi descrito pelo anatomista alemão Friedrich Schlemm, de onde provém o nome do canal.

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: C

Alternativa que indico após analisar: C

AOCP – EBSERH – UFGD/MS 2014 – Questão 38

38. No desvio postural de hiperextensão da coluna cervical, qual(is) músculo(s) se encontra(m) em posição alongada?

(A) Extensores da coluna torácica.

(B) Trapézio médio e inferior.

(C) Flexores da coluna cervical.

(D) Trapézio médio.

(E) Trapézio inferior.

cervical

Muito fácil essa. É só visualizar a anatomia desses músculos, que dá para perceber que o trapézio e os extensores estariam contraídos na hiperextensão da cervical.

Os flexores são os antagonistas deste movimento, permanecendo alongados.

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: C

Alternativa que indico após analisar: C

IDECAN – CREFITO/PR 2013 – Questão 17

17. “Ao paciente em decúbito ventral, com o braço para fora da mesa em 90° de flexão, deve ser solicitado que erga o peso estendendo o ombro. O paciente pode realizar flexão simultânea do cotovelo, enquanto realiza o movimento descrito a fim de facilitá-lo.” A descrição anterior sobre o posicionamento durante exercício é indicada para o fortalecimento de qual grupo muscular?

A) Trapézio inferior e serrátil anterior inferior.

B) Deltoide posterior, grande dorsal e romboides.

C) Peitoral maior, redondo menor e grande dorsal.

D) Redondo maior, trapézio médio e grande dorsal.

E) Deltoide posterior, coracobraquial e peitoral menor.

Evan Centopani 01 - Costas

Pro pessoal que já fez musculação, essa é moleza. Não tem relação direta, mas esse exercício proposto me lembrou muito o exercício para fortalecimento unilateral de “costas”. Teria que avaliar a musculatura envolvida nas demais alternativas de forma mais cuidadosa, porque parece que mesmo não sendo a musculatura principal alguns músculos ali também são trabalhados neste exercício proposto no enunciado, o que o tornaria passível de recurso, principalmente com relação à alternativa “E”, já que não há essa definição de “principalmente”. Enfim, a resposta que melhor responde é a “B”- Deltoide posterior, grande dorsal e romboides.

costas fortalecimento

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: B

Alternativa que indico após analisar: B

AOCP – EBSERH – UFGD/MS 2014 – Questão 27

27. No interior do túnel de Guyon, encontram-se respectivamente a seguinte artéria e o seguinte nervo:

(A) radial / radial

(B) ulnar / radial

(C) ulnar / mediano

(D) ulnar / ulnar

(E) radial / mediano

canal_de_guyon

O canal de Guyon é um túnel osteo-fibroso limitado pelo hamato e pisiforme. O teto é o ligamento transverso do carpo. Passam pelo canal a artéria e o nervo ulnar.

O canal de Guyon fica localizado parte proximal do punho. Na síndrome do canal de Guyon, ocorre a compressão do nervo ulnar, devido a qualquer estreitamento de espaço ocupado pelo nervo, podendo ser relacionadas ao tipo de trabalho do indivíduo como pode ser também congênito . Os sintomas são de dor parestesias, fraqueza, intolerância ao calor, impotência funcional, garra ulnar, hipotrofia dos músculos interósseos e lumbricais.

hamato

O osso hamato tem uma protuberância em forma de anzol que pode se romper, e pressionar o nervo ulnar dentro do canal de Guyon.

Viajando junto com os nervos encontramos as grandes artérias que nutrem o braço. A maior delas é a artéria radial, aonde verificamos o pulso arterial. A artéria ulnar corre junto com o nervo ulnar.

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: D

Alternativa que indico após analisar: D

Aeronáutica – EAOT 2002 – Questão 04

04 – A protração da escápula é realizada pelo músculo

a) romboide.

b) redondo maior.

c) grande dorsal.

d) serrátil anterior.

serratilanterior

Músculo romboide sem definição de maior ou menor já torna essa alternativa incorreta.

O redondo maior por sua inserção na crista do tubérculo menor do úmero tem entre suas funções Rotação medial, adução e extensão da articulação do ombro.

O latíssimo do dorso(antigo grande dorsal) tem entre suas funções a de contribuir para a depressão ou abaixamento do ombro, devido a sua inserção no sulco intertubercular do úmero. Também não é o que se pede no enunciado.

Só resta o serrátil anterior. Vamos caracterizá-lo:

 

MÚSCULO SERRÁTIL ANTERIOR

Serratil-anterior2

Porção Superior: Inserção Posterior: Ângulo superior da escápula Inserção Anterior: Face externa da 1ª e da 2ª costelas

Porção Média: Inserção Posterior: Borda medial da escápula Inserção Anterior: Face externa das 2ª a 4ª costelas

Porção Inferior: Inserção Posterior: Ângulo inferior da escápula Inserção Anterior: Face externa das 5ª a 9ª costelas

Inervação: Nervo Torácico Longo (C5 – C7)

Ação:

* Fixo na Escápula: Ação inspiratória

* Fixo nas Costelas: Rotação superior, abdução e depressão da escápula e propulsão do ombro

 

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: D

Alternativa que indico após analisar: D

 

Aeronáutica – EAOT 2002 – Questão 03

03 – Assinale a alternativa que indica o músculo rotador externo primário do ombro.

a) Peitoral maior.

b) Redondo menor.

c) Grande dorsal.

d) Subescapular.

musculos ombro

Essas questões sobre anatomia e/ou biomecânica são muito frequentes em concursos. De todas as articulações, a mais complexa é a do ombro, portanto é muito importante ter bem resolvido esse assunto. Vamos à anatomia dos músculos citados nas alternativas:

 

PEITORAL MAIOR

peitoral maior

Inserção Medial: 1/2 medial da borda anterior da clavícula, face anterior do esterno, face externa da 1ª a 6ª cartilagem costais e aponeurose do oblíquo externo do abdome
Inserção Lateral: Crista do tubérculo maior
Inervação: Nervo do Peitoral Lateral e Nervo do Peitoral Medial (C5 – T1)
Ação: Adução, rotação medial(interna), flexão e flexão horizontal do ombro.

REDONDO MENOR

redondomenor

Inserção Medial: 2/3 superior da borda lateral da escápula
Inserção Lateral: Faceta inferior do tubérculo maior do úmero
Inervação: Nervo Axilar (C5 e C6)
Ação: Rotação lateral(externa) e adução do braço

 

LATÍSSIMO DO DORSO

latissimo do dorso

Inserção Medial: Processos espinhosos da 6ª últimas vértebras torácicas e todas lombares, crista do sacro, 1/3 posterior da crista ilíaca e face externa da 4 últimas costelas.
Inserção Lateral: Sulco intertubercular
Inervação: Nervo Toracodorsal (C6 – C8)
Ação: Adução, extensão e rotação medial(interna) do braço. Depressão do ombro.

 

SUBESCAPULAR

subescapular

Inserção Medial: Fossa subescapular
Inserção Lateral: Tubérculo menor
Inervação: Nervo Subescapular Superior e Inferior – Fascículo posterior (C5 e C6)
Ação: Rotação medial(interna) e adução do braço

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: B

Alternativa que indico após analisar: B