Aeronáutica – EAOT 2002 – Questão 25

25 – As lesões cerebelares causam os distúrbios abaixo relacionados, EXCETO:

a) hipotonia.

b) nistagmo.

c) rigidez.

d) ataxia.

i25

Rigidez

As lesões Corticoespinhais podem resultar em rigidez de decorticação ou de descerebração. A Rigidez de decorticação diz respeito a contração mantida e ao posicionamento do tronco e de membros inferiores em extensão e com os membros superiores em flexão. A Rigidez de descerebração refere-se a contração mantida a ao posicionamento do tronco e membros em uma posição de extensão completa. A rigidez de decorticação é indicativa de lesão no Trato Corticoespinhal ao nível do diencéfalo e a rigidez de descerebração indica lesão do Tronco Encefálico entre o colículo superior e os núcleos vestibulares.

A rigidez que se origina das lesões dos núcleos da Base é caracterizada por resistência ao movimento passivo envolvendo músculos agonistas e antagonistas. As lesões do sistema dopaminérgico nigroestriatal dos gânglios da base produzem rigidez vista comumente na patologia Parkinson que apresentam bradicinesia, tremores, perda da estabilidade postural. A Rigidez Independe da Velocidade do Movimento Passivo.

Características Clínicas da Rigidez

A rigidez é reconhecida clinicamente como uma maior resistência a movimentos passivos mais lentos. Está presente nos grupos muscular extensores e flexores. Comumente quando o fisioterapeuta ao examinar um paciente observa uma resistência em “Cano de Chumbo” ao flexionar ou estender um membro, o que reflete o fato de a resistência ser sentida ao longo de todo o trajeto do movimento (ao contrario da espasticidade, em que a resistência aumenta com a rapidez no inicio e logo diminui – o chamado fenômeno em Canivete).

É preciso enfatizar que os movimentos impostos devem ser aplicados lentos: o uso de movimentos rápidos (mais adequado para testar a hipertonia na espasticidade) pode resultar em conclusão errônea de que o tônus é normal. Os reflexos tendíneos são normais, em contraste com hiperreflexia associada à espasticidade.

A rigidez pode ser observada nos membros ou tronco. Um dos melhores métodos de se demonstrar o tônus de tronco é fazer a rotação dos ombros do paciente em posição ortostática relaxada. Em condições normais o fisioterapeuta encontra pouca resistência e os membros superiores balançam com relativa liberdade.

Importância Clínica da Rigidez

A rigidez é uma característica importante das Síndromes Extrapiramidais. O termo Parkinsonismo é sinônimo de Síndrome Extrapiramidal. A outra característica importante é a hipocinesia/bradicinesia. O tremor é um sinal frequente no parkinsonismo, mas nem sempre presente. As Síndromes Extrapiramidais são causadas por perturbações funcionais dos Núcleos da Base (Núcleo Caudado, Putâmem, Globo Pálido e Núcleo Subtalâmico).

A causa mais comum do parkinsonismo é a patologia de Parkinson propriamente dita. O acidente vascular encefálico raramente ocasiona parkinsonismo verdadeiro. No entanto, quando compromete os lobos frontais, pode dar origem a uma síndrome clinica superficialmente similar, com dispraxia da marcha.

Fisiopatologia da Rigidez

A base fisiopatologia da rigidez parece ser a ampliação do componente de latência prolongada do reflexo miotático. O reflexo miotático normal pode ser divido em um componente de curta latência e um de latência prolongada. Nos pacientes com rigidez parkinsoniana, o componente de curta latência (medula espinhal) tem tamanho normal, refletindo o fato de que os reflexos tendíneos nessa condição patológica são normais.

Referência:

http://terapiadomovimento.blogspot.com.br/2010/08/anormalidades-do-tonus-muscular.html

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: C

Alternativa que indico após analisar: C

Aeronáutica – EAOT 2002 – Questão 24

24 – Em uma pessoa adulta normal claramente desperta, o comprometimento em alguns ou em todos os aspectos do funcionamento intelectual é chamado de

a) retardo.

b) delírio.

c) amnésia.

d) demência.

I24

Questão um pouco estranha. O próprio “normal” me parece que já é algo em desuso quando se fala em patologias neuropsiquiátricas.

Retardo seria o comprometimento do aprendizado e raciocínio; delírio seria comprometimento do estado consciente e amnésia é comprometimento da memória, que pode ser temporário ou permanente.

Das alternativas a única que pode comprometer todos os aspectos do funcionamento intelectual é a demência.

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: D

Alternativa que indico após analisar: D

Aeronáutica – EAOT 2002 – Questão 23

23 – Segundo Patrícia M. Davies, é FALSO afirmar que, no tratamento do hemiplégico,

a) praticar subida e descida de escadas exerce um efeito benéfico sobre a marcha.

b) a perda do ritmo escápulo-umeral é um dos fatores causais do ombro doloroso.

c) a manutenção da flexão palmar do punho é extremamente importante para melhorar a drenagem venosa.

d) o modo como o paciente executa as atividades cotidianas afetará a qualidade do seu movimento global e seu padrão.

i23

Vocês conhecem a Patrícia Davies? Não!? Não conhecem a Paty!? Nem eu, hehe, mas vamos responder essa aqui.

As alternativas “B” e “D” são corretas, bem fácil perceber. Creio que poderá existir dúvida entre as alternativas “A” e “C”. Mas leiam bem as duas. A alternativa “C” sugere manter o padrão flexor para melhorar a drenagem venosa. Nada a ver. Que tal movimentar um pouquinho?

Patrícia M. Davies é uma autora conceituada, com obras sobre hemiplegia no adulto traduzidas para diversos idiomas. Você já deve ter visto algum livro dela na sua faculdade, são obras como “Passos a seguir”, “Hemiplegia”, “Exatamente no centro” e “Recomeçando outra vez”. Não sei significado do “M.” de seu sobrenome, pois curiosamente em todos os seus livros esse sobrenome está abreviado.

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: C

Alternativa que indico após analisar: C

Aeronáutica – EAOT 2002 – Questão 22

22 – Em crianças com menos de 5 anos de idade, as provas (testes) manuais de função muscular representam um desafio para os fisioterapeutas. Com relação à afirmativa acima, NÃO é correto afirmar que

a) a quantidade de resistência a ser aplicada para obter um grau normal ou bom pode ser determinada seja observando a criança, seja determinando a capacidade da criança em movimentar-se contra a resistência de um pequeno peso colocado sobre a extremidade ou uma parte corporal da mesma durante o movimento.

b) um grau regular é definido como a capacidade do músculo ou do grupo muscular em movimentar uma parte através da amplitude completa do movimento contra a gravidade (movimento vertical).

c) um método alternativo de descrever a força muscular consiste em caracterizar a fraqueza em um grupo muscular como mínima, ligeira, moderada ou severa.

d) os músculos isolados são graduados durante a avaliação funcional que envolve movimentos induzidos ou durante as atividades lúdicas.

i22

Inicialmente, sem pensar muito, é fácil escolher a alternativa “C” aqui. Mas como forma alternativa de se avaliar pode até estar correto. Alternativa “A” OK, é importante observar crianças pequenas antes de um teste de resistência. Na “B”, tudo certo, inclusive essa alternativa valida a “C”.

Mas a alternativa “D” é indefensável. Impossível avaliar isoladamente um músculo em atividades funcionais ou lúdicas, pois veremos a ação desse músculo e a dos sinergistas também. Em testes específicos já não é simples isolar um músculo apenas, imaginem durante uma atividade funcional em que todos os músculos do segmento trabalham para executar movimentos articulares variados. Não há como.

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: D

Alternativa que indico após analisar: D

Aeronáutica – EAOT 2002 – Questão 21

21 – No polegar, os movimentos de flexão da MF e de flexão da IF apresentam, respectivamente, os seguintes graus de amplitude de movimento:

a) 50º a 0º e 80º a 0º

b) 0º a 25º e 0º a 95º

c) 45º a 0º e 90º a 0º

d) 0º a 50º e 0º a 80º

i21a.gif

Antes de buscar a resposta aqui, precisamos entender o que significam as siglas.

IF = Articulação interfalangeana

MF = Articulação metacarpofalangeana

Depois, caso você não tenha toda a goniometria humana decorada(eu não tenho embora saiba a de algumas articulações), precisa eliminar para reduzir suas chances de errar. Ora, partindo da posição de referência anatômica, nenhuma dessas duas possuem extensão. As duas são 0º. Dessa forma, só podemos escolher entre “B” ou “D”.

Precisamos resolver empiricamente, ou seja, observando o movimento articular no próprio dedo. Na MF o movimento é claramente menor, mas não é tão menor assim, porque se você movimentar essa articulação e não mantiver a IF em extensão, vai parecer menor do que realmente é. A articulação IF possui claramente quase 90º.

i21b

Polegar-ADM

Flexão/Extensão (0-50º)

Abdução/Adução (0-80º)

-MTCF Polegar

Flexão (0-45º) / Extensão (0º)

Abdução (0-15º) / Adução (0º).

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: D

Alternativa que indico após analisar: D

Aeronáutica – EAOT 2002 – Questão 20


20 – No que se refere à coluna cervical, coloque V para as afirmativas verdadeiras e F para as afirmativas falsas e, em seguida, marque a alternativa correspondente.

( ) Os movimentos de inclinação e rotação da coluna cervical inferior são determinados pela orientação das facetas das apófises articulares.

( ) Na cervical inferior, é possível realizar os movimentos de rotação ou inclinação puros.

( ) Numa radiografia de perfil da coluna cervical, é possível traçar a direção do plano das facetas articulares.

( ) Os movimentos de flexão e extensão, na coluna cervical inferior, são conduzidos pelas apófises unciformes.

a) F – V – V – F

b) V – F – F – V

c) F – F – V – F

d) V – F – V – V

i20.png

Salvo engano, o conteúdo dessa questão é proveniente do “Fisiologia articular” do famoso Kapandji.

Os movimentos de inclinação e rotação da coluna cervical inferior são determinados pela orientação das facetas das apófises articulares.

Verdadeiro

Na cervical inferior, é possível realizar os movimentos de rotação ou inclinação puros.

Falso

Numa radiografia de perfil da coluna cervical, é possível traçar a direção do plano das facetas articulares.

Verdadeiro

Os movimentos de flexão e extensão, na coluna cervical inferior, são conduzidos pelas apófises unciformes.

Verdadeiro

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: D

Alternativa que indico após analisar: D


 

Aeronáutica – EAOT 2002 – Questão 19

19 – Com relação ao modo de ação do ligamento gleno umeral, assinale a alternativa que completa correta e respectivamente as lacunas abaixo.

Durante a _____________ do úmero, os três feixes do ligamento se ________________.

a) rotação / tensionam

b) rotação interna / tensionam

c) abdução / afrouxam

d) abdução / tensionam

i19 lig gkenoumeral

Bela questão, pena que foi anulada.

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: Anulada

Alternativa que indico após analisar: Anulada