FCC – TRE 13 2007 – Questão 32

32. Sobre a obtenção de energia, os sistemas que NÃO necessitam de oxigênio são:

(A) fosfágeno e glicolítico anaeróbico.

(B) glicolítico anaeróbico e aeróbico.

(C) glicolítico aeróbico e fosfágeno.

(D) ácido lático e glicolítico aeróbico.

(E) ácido lático e fosfocreatina.

ATP

Ácido lático não é um sistema de obtenção de energia, apenas um produto de um desses sistemas. Eliminamos alternativas “D” e “E”.

A vida só existe porque o curso da variabilidade genética/acaso trouxe um mecanismo básico de armazenar energia pra direcioná-la pra onde precisamos dentro da célula.

O Trifosfato de adenosina (ATP) é uma molécula mais ou menos como na imagem desse post:

ATP > Adenosina -PO3 ~ PO3 ~ PO3-

ADP > Adenosina -PO3 ~ PO3- (liberou 1 íon fosfato a partir do ATP)

AMP> Adenosina -PO3- (liberou 2 íons fosfato a partir do ATP)

Essas ligações com o fosfato são de alta energia (cada ligação armazena 7.300 calorias de energia por mol de ATP). Sendo assim, o ATP (adenosina com 3 fosfatos) pode ser convertido em ADP (adenosina com 2 fosfatos) e AMP (adenosina com 1 fosfato) e a energia liberada/absorvida com a formação/quebra dessas ligações pode ser canalizada pra o que precisa de energia nas células (contrações microtubulares, canais, e tudo mais).

A quantidade de ATP presente nos músculos, mesmo de um atleta bem treinado, é suficiente para sustentar uma potência muscular máxima por apenas cerca de três segundos, então é essencial que novo ATP seja formado continuamente, a todo momento, e é sobre as formas de gerar ATP que vou discorrer abaixo.

As mesmas formas de metabolismo estão presentes nas partes do corpo também estão presentes nos músculos esqueléticos, então o entendimento e as medidas quantitativas são importantes pra o entendimento dos limites das atividades físicas, reposição de nutrientes (a velha história da depleção de glicogênio) e etc.

Esses sistemas são: (1)sistema da fosfocreatina-creatina, (2) Sistema do glicogênio-ácido lático e (3) sistema aeróbico

1 – SISTEMA DA FOFOCREATINA-CREATINA (SISTEMA FOSFÁGENO)

A fosfocreatina é outro componente químico que também possui uma ligação de fosfato de alta energia:

Creatina ~ PO3- (vou botar imagens melhores assim que aprender)

Pode ser decomposta assim: Creatina ~ PO3- –> Creatina + íon fosfato + energia

Então, dessa forma, essa molécula pode liberar/armazenar grandes quantidades de energia. Na verdade essa ligação tem quase 10.300 calorias por mol, mais do que a ligação fosfato de alta energia do ATP, Dessa forma, a fosfocreatina pode fornecer energia suficiente para reconstruir a ligação de alta energia do ATP. A maioria das células musculares possuem três vezes mais fosfocreatina que ATP, e como a transferência de energia da fosfocreatina para o ATP ocorre em uma pequena fração de segundo, TODA A ENERGIA MUSCULAR ARMAZENADA NA FOSFOCREATINA MUSCULAR ESTÁ INSTANTANEAMENTE DISPONÍVEL PARA A CONTRAÇÃO MUSCULAR. A combinação da quantidade de ATP + fosfocreatina na célula é chamada de sistema de energia do fosfágeno. Esse sistema pode fornecer potência muscular máxima por 8 a 10 segundos (quase suficiente para uma corrida de cem metros).

A energia do sistema fosfágeno é suficiente, então, para pequenas solicitações de potência muscular máxima. Por exemplo:

-100 metros rasos

-Salto

-Levantamento de peso

-Arrancadas no futebol

Taxa máxima de produção: 4 moles de ATP/min (taxa máxima de geração de potência)

Tempo de resistência: 8 a 10 segundos

2 – SISTEMA DO GLICOGÊNIO-ÁCIDO LÁTICO

Glicogênio nada mais é do que polímeros de glicose. A glicose pode ser usada como energia (dá pra explanar mais sobre isso em outro tópico, vou me ater aos sistemas de energia).

O primeiro estágio do processo que usa a energia contida na glicose ocorre no citoplasma das células, não precisa de oxigênio para acontecer e pode produzir moléculas de ATP 2,5 vezes mais rápido que o mecanismo que usa oxigênio (é o próximo sistema de energia), portanto, quando se exigem grandes quantidades de ATP em curtos períodos de de tempo, esse mecanismo básico pode ser usado para fornecer energia rápida.

O mecanismo consiste em realizar apenas a primeira quebra da glicose em duas moléculas de ácido pirúvico e há liberação de energia para formar 4 moléculas de ATP para cada molécula de glicose. O ácido pirúvico entraria na mitocôndria para fornecer mais ATP (é o próximo sistema de energia), mas quando não há oxigênio suficiente para a realização desse modo, o ácido pirúvico é convertido em ácido lático, que é difundido para fora da célula.

O ácido lático causa aquele desconforto que sentimos quando realizamos as atividades em que usamos relativa potência muscular por períodos consideráveis, por exemplo, arrancadas, natação de 200m, a própria musculação em exercícios com altas repetições.

O sistema glicogênio-ácido lático pode ser usado para reconstituir fosfocreatina e ATP. A reconstituição desse sistema significa principalmente a remoção do excesso de ácido lático dos líquidos corporais, o que é importante porque o seu acúmulo causa fadiga extrema.

Taxa máxima de produção: 2,5 moles de ATP/min (taxa máxima de geração de potência)

Tempo de resistência: 1,3 a 1,6 minuto

3 – SISTEMA AERÓBICO

No sistema aeróbico, acontece a oxidação dos alimentos na mitocôndria para fornecer energia. em termos gerais: a glicose, ácidos graxos e aminoácidos (após alguns processos intermediários, que podem ser explanados em outro tópico tranquilamente) combinam-se com o oxigênio para liberar quantidades enormes de energia. Esse sistema é requisitado para atividades atléticas prolongadas e necessita de disponibilidade de oxigênio.

O sistema aeróbico é utilizado o tempo todo para reconstituir os outros dois sistemas.

Taxa máxima de produção: 1 mol de ATP/min (taxa máxima de geração de potência)

Tempo de resistência: indeterminado (enquanto houver nutrientes e oxigênio)

http://www.hipertrofia.org/forum/topic/90639-no%C3%A7%C3%B5es-b%C3%A1sicas-de-fisiologia-do-exerc%C3%ADcio/

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: A

Alternativa que indico após analisar: A

2 pensamentos sobre “FCC – TRE 13 2007 – Questão 32

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s