VUNESP – SOROCABA/SP 2010 – Questão 28

28. Na eletroterapia podemos selecionar diversos tipos de correntes dependendo do nosso objetivo. Quando o objetivo é de analgesia, assinale a alternativa correta.

a) TENS e Ultraexcitante.

b) TENS e galvânica contínua.

c) Ultraexcitante e galvânica contínua.

d) Difásica fixa e TENS.

e) Difásica fixa e ultraexcitante.

google

Muito fácil. Correntes elétricas podem ser classificadas pelo tipo de efeito que produzem no corpo humano. Ainda que exista certa analgesia em correntes utilização para induzir contração muscular, seu uso é mais adequado quando utilizada para os fins que foram classificadas como “principal efeito”.

Dessa forma, ainda que o tens no “modo burst” provoque contrações visíveis, não podemos utitizar em substituição ao Fes ou à corrente russa,

Por eliminação, se classificarmos a ultraexcitante como indutora de contração muscular e a galvânica como a corrente para iontoforese, só nos resta a alternativa “D”.

Vou deixar um resuminho fragmentado sobre eletroterapia, iniciando pela polaridade na iontoforese, algo desconhecido por onze a cada dez fisioterapeutas, mas que calhou de cair numa prova do INSS de 2013, aquela que foi anulada.

MEDICAMENTOS UTILIZADOS EM IONTOFORESE
MEDICAMENTO POLO INDICAÇÃO CONCENTRAÇÃO

NOVOCAÍNA ANODO ANALGÉSICO / ANESTÉSICO 1% a 2 %

SALICILATO DE SÓDIO CATODO ANALGÉSICO / ANTIINFLAMATÓRIO 1% a 2 %

CATAFLAN EMULGEL CATODO ANALGÉSICO / ANTIINFLAMATÓRIO 1% a 2 %

MOBILAT GEL CATODO ANALGÉSICO / ANTIINFLAMATÓRIO 1% a 2 %

FELDENE GEL CATODO ANALGÉSICO / ANTIINFLAMATÓRIO 5%

VOLTAREN CATODO ANALGÉSICO / ANTIINFLAMATÓRIO 5%

CORTICÓIDES ANODO ANTIEDEMATOSO / ANALGÉSICO 1% a 2 %
ANTIINFLAMATÓRIO

CRONAXIAL CATODO AUMENTO DA VELOCIDADE 2%
DE CONDUÇÃO NERVOSA

COLTRAX ANFOTERO DIMINUIÇÃO DE TÔNUS NEUROGÊNICO 2%

SALICILATO DE LÍTIO CATODO ANALGÉSICO / ANTIINFLAMATÓRIO 2%

SALICILATO DE LÍTIO ANODO REABSORÇÃO DE URATO DE CÁLCIO 2% e SÓDIO ( GOTA ÚRICA )

IODETO DE POTÁSSIO CATODO FIBRINOLÍTICO 2%

SULFATO DE COBRE ANODO REABSORÇÃO DE CÁLCIO 2%

BENERVA – VIT. B CATODO CICATRIZANTE / AUMENTO DA PREPARADO
VELOCIDADE DE CONDUÇÃO NERVOSA

HISTAMINA ANODO VASODILATOR 0,001%

Corrente farádica

A corrente farádica tem sido utilizada desde o final do século XIX. A corrente farádica é
uma corrente interrompida, de curta duração (1 milissegundo), forma triangular e freqüência de
50 Hz. Ela pode ser modulada em trens de pulso, variando sua taxa de repetição. A partir
da década de 60 apareceu a corrente neofarádica, onde a principal diferença está na diminuição
da duração do pulso ficando na casa dos microsegundos, e na possibilidade de modificar
parâmetros como a freqüência oscilando de 50 a 100 Hz, e com isto trazendo mais conforto ao
paciente.

EFEITOS FISIOLÓGICOS:

a) estimulação de nervos sensitivos (parestesia, reflexo de vasodilatação);
b) estimulação de nervos motores;
c) efeito de contração muscular
d) aumento do metabolismo;
e) aumento da irrigação sangüínea dos músculos;
f) aumento do retorno venoso e linfático;

EFEITOS TERAPÊUTICOS:
a) hipertrofia e hipertonia;
b) facilitação da contração muscular;
c) reeducação da ação muscular (memória cinestésica);
d) aprendizagem de uma ação muscular nova;
e) prevenção de aderências;
f) absorção de líquidos (edemas).

METODOLOGIA DE APLICAÇÃO:
a) Preparação dos eletrodos:

• Eletrodos com a proteção de esponjas com boa espessura, afim de realizar um bom contato
com os tecidos e absorver qualquer substância química que possa se formar.

• As esponjas devem ser umedecidas com solução salina a 1% aquecida ou com água potável.
• As esponjas devem ser 1 cm maiores que as placas metálicas, com o objetivo de evitar o risco de contato com a pele e possíveis queimaduras.

b) Preparação do paciente:
• Limpar o local previamente.
• Paciente em posição confortável.

c) Aplicação dos eletrodos
• Eletrodo indiferente ou passivo = é colocado para dissipar a corrente, geralmente no tronco
nervoso que inerva o músculo a ser trabalhado.
• Eletrodo ativo = coloca-se sobre o ponto motor do músculo a ser tratado. O ponto motor é o
melhor local para se obter uma boa contração muscular.
• Em músculos isolados, o melhor tratamento é com a caneta de aplicação diretamente no
ponto motor. Já em grupos musculares os grandes eletrodos são mais convenientes.

d) Técnica de tratamento
• Longitudinal: 2 eletrodos ativos na mesma face anatômica.
• Sub-aquática: introduz-se em uma cuba com água 2 eletrodos que ficarão no mesmo lado do recipiente, contraindo o mesmo grupo muscular.
• Bomba farádica: utilizada para incrementar a drenagem venosa e linfática em edemas.
Utiliza-se grandes eletrodos almofadados, que cubram os pontos motores dos principais
grupos musculares. A região com edema deve ser enfaixada e elevada.

e) Tempo de aplicação:
• 15 minutos nos métodos em geral;
• 20 minutos com pausa de 5 minutos no método de bomba farádica.

INDICAÇÕES:
• Drenagem de edemas
• Hipertrofia muscular
• Pós-cirúrgicos de transplantes tendinosos
• Reeducação muscular
• Fibroses e aderências cicatriciais

CONTRA-INDICAÇÕES:
• Área precordial
• Pacientes com extremos cronológicos
• Pacientes incapazes de indicar as sensações produzidas pela corrente.

DIADINÂMICAS:
Também chamadas de correntes de Bernard, são correntes monofásicas pulsáteis desenvolvidas na frança no início dos anos 50. São de baixa freqüência oscilando entre 50 e 100 Hz. As correntes diadinâmicas promovem respostas excitatórias mas, em função de sua longa duração de fase, ela é muito desconfortável. Hoje em dia este tipo de corrente foi substituída por correntes mais confortáveis para o paciente como o TENS, FES, Russa.

a) Monofásica fixa (MF): corrente de 50 hz com retificação de meia onda. Tem a finalidade de
estimular o tecido conjuntivo e agir nos processos dolorosos espasmódicos.

b) Difásica fixa (DF): corrente de 100 Hz com retificação de onda completa. Tem a finalidade
de analgesia, age nos transtornos circulatórios e processos simpaticotônicos.

c) Curtos períodos (CP): Formas de correntes monofásicas e difásicas conectadas alternadamente e sem intervalos de repouso. Tem aplicação nas entorses, contusões, periartrite, transtornos circulatórios, neuralgias, radiculopatias, síndromes do ciático e paresia facial.

d) Longos Períodos (LP): Forma de corrente monofásica combinada com uma segunda forma de onda monofásica variando sua amplitude entre 0 e o máximo da intensidade. Tem a finalidade de agir nas mialgias, torcicolos neuralgias. É a mais analgésica.

e) Ritmo Sincopado (RS): Forma de corrente monofásica t=1s, com pausas intercaladas de R=1s. Por ser uma corrente basicamente estimulante atua nas atrofias musculares leves.

Corrente Ultra-Excitante de Trabërt (UE): a corrente EU foi projetada na Alemanha por Trabërt na década de 50 tem a forma do pulso quadrado, com duração de pulso de 2 ms e intervalo inter-pulsos de 5 ms, o que determina uma freqüência de oscilação em torno de 143 Hz. Os principais efeitos da UE são: analgesia e estimulação da circulação sangüínea, além da produção de contração motora sobre os músculos sadios.

Alternativa que assinalei na ocasião em que realizei essa prova: D

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: D

Alternativa que indico após analisar: D

3 pensamentos sobre “VUNESP – SOROCABA/SP 2010 – Questão 28

  1. Boa tarde!
    Gostaria de tirar uma dúvida sobre a questão. Nos comentários vc coloca que a corrente ultra excitante tem como um dos principais efeito a analgesia. Logo, também seria correta a resposta A nessa questão. o que vc acha?

  2. Boa tarde Melissa. Ao pé da letra você está correta, mas não é possível apenas analgesia em correntes excitomotoras, haverá contração muscular. Dessa forma, se o objetivo é apenas analgesia, temos uma alternativa mais apropriada.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s