FCC – TRT 6 2007 – Questão 39

39. Sobre o uso do ultra-som na reparação óssea é correto o que se afirma em:

(A) não produz efeitos terapêuticos.

(B) os aparelhos de baixa e a alta freqüência vem sendo utilizados com sucesso nos modelos expe-rimentais.

(C) pode ser utilizado sem contra-indicações em epífises de crescimento.

(D) não diminui o tempo de regeneração quando comparado com o tempo da consolidação sem a sua aplicação.

(E) produz o mesmo efeito independente do período de início da aplicação pós-fratura.

Ossos Raio x

Por dr Allyson Bernardo dos Santos

Ok, vamos excluir algumas alternativas. Os itens ‘A’ e ‘D’ e o mesmo que dizer que o aparelho não funciona e seu uso não muda em nada na terapia, portanto alternativas erradas. O item ‘C’ e contra indicação para uso do ultrassom alternativa errada. E o item ‘E’ errado, quando mais precoce melhor devido a seus efeitos.

Temos então o item ‘B’ como certo.

Abaixo deixo um fragmento de um artigo que pode ser visto na integra mais abaixo:

A energia ultrassônica pode favorecer a reparação óssea de pacientes submetidos à tração para crescimento (GUIRRO, 2007). No estudo de Silva et al (2009) Imediatamente após a aplicação do ultrassom houve um aumento dos componentes minerais do osso, sendo que o estímulo com baixa intensidade diminui o tempo de consolidação da fratura, favorecendo o crescimento ósseo e duplicando a força do calo ósseo, acelerando deste modo sua formação (ARTILHEIRO et al, 2010 & MATHEUS, 2008).

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: B

Alternativa que indico após analisar: B

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s