FCC – SESA/BA 2005 – Questão 46

46. Paciente foi internado na UTI acordado, consciente, com diagnóstico de edema agudo de pulmão, taquidispneico, com SatO2 = 88%. Ausculta Pulmonar: MV+ em ambos hemitórax e com estertor creptante bilateral. A melhor conduta para este paciente no momento da internação é:

(A) manobras de higiene brônquica e aspiração.

(B) intubação orotraqueal e manobras de higienebrônquica.

(C) diurético e cinesioterapia respiratória.

(D) ventilação mecânica não invasiva no modo CPAP com PEEP = 10 cm H2O e diurético.

(E) diurético e manter decúbito dorsal.

SAÚDE-NA-UTI

Na “A”, sobre aspirar paciente com edema pulmonar. Não entendo muito de respiratória, mas creio que isso deva dar trabalho e nao ser muito efetivo.

Na “B”, não há motivos suficientes para uma intubação.

Na “C”, entra uma polêmica. Apesar de não podermos determinar intubação ou desmame, precisamos saber sobre isso, mas sobre indicação de medicamentos na UTI, realmente é conduta médica, não sei até que ponto uma prova de concurso pode cobrar esse tema. Ainda assim, considerando que o paciente está taquidispneico, essas condutas me parecem insuficientes para sanar o quadro apresentado. A “E” é insuficiente também.

A “D” é a alternativa correta e me parece a melhor mesmo, mas mantenho minhas dúvidas quanto a indicação de diuréticos em concursos de fisioterapia. Atendo muitos casos de lombalgias lombociatalgias agudas na unidade de urgência em fisioterapia, sei quando um medicamento terá efeito ou não, posso informar o paciente sobre cada medicamento que ele toma, mas não posso prescrever medicamento, mesmo quando não concordo com os medicamentos receitados aos pacientes. É a lei, e lei não se discute, se cumpre.

Portanto, fica em aberto essa questão de condutas de outras profissões indicadas por fisioterapeutas. Não é a toa que há cursos como a microfisioterapia e a medicina psicobiológica, com pouca comprovação e sem artigos em revistas importantes na fisioterapia ortopédica, e que de uma forma muito pretenciosa entram em elementos do subconciente que são melhor trabalhados por psicólogos, não é um curso de um fim de semana que vai nos habilitar a isso.

Médicos estão acostumados com a rotina de serem responsabilizados por seus atos, é uma consequência de ser chamado de “doutor”: a autonomia profissional. Em sua defesa precisam de elementos que os absolvam de acusações de imperícia levadas a tribunal por parte de pacientes insatisfeitos. Nós também temos essa prerrogativa profissional. Com ela, responsabilidades. Antes de estalar pescoços ou perguntar sobre ocorrências na gestação da mãe do paciente ou da propria infância dele, pense que num eventual litígio você precisará justificar o uso de tal técnica e metodologia. Nessa hora, o professor do curso não vai te ajudar, só um advogado mesmo.

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: D

Alternativa que indico após analisar: D

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s