AOCP – EBSERH – UFGD/MS Respiratória 2014 – Questão 38

38. A neoplasia é uma massa anormal de tecido cujo crescimento excede aquele dos tecidos normais e não está coordenada com ele, persistindo da mesma maneira excessiva após o término do estímulo que induziu a alteração. De acordo com algumas características morfológicas, é possível diferenciar um tumor maligno de um benigno. Sobre tais características, analise as assertivas e assinale a alternativa correta.

I. Uma célula cancerígena, quando sofre um processo de diferenciação, dizemos que ela se tornou diferente da célula de origem do tecido, assim esta é classificada como maligna.

II. A célula tumoral, quando apresenta um crescimento mais lento, dizemos que apresenta uma característica benigna, enquanto que o contrário é uma característica do tumor maligno.

III. Nos tumores, é possível distinguir o parênquima (constituído por células neoplásicas) e o estroma (tecido de sustentação), assim um tumor que tem um crescimento lento faz com que seu estroma seja mais espesso, o que consequentemente não terá invasão local.

IV. A partir do momento que uma célula tem a capacidade de invasão local, esta terá a propensão à metástase para outros tecidos e órgãos, o que é uma característica de um tumor maligno.

(A) Apenas I está incorreta.

(B) Apenas I e II estão incorretas.

(C) Apenas II e III estão corretas.

(D) Apenas III e IV estão corretas.

(E) I, II, III e IV estão corretas

CANCER

Sobre a assertiva I, devemos entender o que significa diferenciação celular.

A diferenciação celular constitui um processo biológico complexo e vital, uma vez que regula a expressão de um grande número de genes ligados a funções tecido-específicas e controla a proliferação celular. O processo de diferenciação compreende diversas etapas programadas geneticamente. Dentre elas, destacam-se: a proliferação de células progenitoras ou células-tronco (stem cells), imortais e que respondem a estímulo mitogênico; a ativação e/ou repressão de inúmeros genes; a expressão de proteínas de determinadas linhagens, que mediam funções biológicas específicas; a repressão progressiva da capacidade de responder a fatores mitogênicos; e por fim, a diferenciação terminal completa, associada à perda irreversível do potencial proliferativo.

A carcinogênese, por sua vez, é caracterizada pela produção de clones de células com alterações genéticas e epigenéticas, comumente associadas com a expressão e função anormais de proto-oncogenes e/ou antioncogenes, que resultam, sobretudo, em perda do controle sobre a diferenciação e proliferação celulares. Estes clones exibem propriedades típicas de células que não sofreram diferenciação terminal completa, ou seja, mantêm a imortalidade e capacidade de responder a estímulo proliferativo. Segundo esta perspectiva, considera-se o câncer uma doença de diferenciação.
Portanto a afirmação está inexata e por isso incorreta.

As assertivas II e III são corretas.
Todas as estruturas orgânicas apresentam um parênquima, representado pelas células em atividade metabólica ou duplicação, e um estroma, representado pelo tecido conjuntivo vascularizado, cujo objetivo é dar sustentação e nutrição ao parênquima. Os tumores também têm estas estruturas, sendo que os benignos, por exibirem crescimento lento, possuem estroma e uma rede vascular adequada, por isso que raramente apresentam necrose e hemorragia. No caso dos tumores malignos, observa-se que, pela rapidez e desorganização do crescimento, pela capacidade infiltrativa e pelo alto índice de duplicação celular, eles apresentam uma desproporção entre o parênquima tumoral e o estroma vascularizado. Isto acarreta áreas de necrose ou hemorragia, de grau variável com a velocidade do crescimento e a “idade” tumorais.

A assertiva IV é correta.
As duas propriedades principais das neoplasias malignas são: a capacidade invasivo-destrutiva local e a produção de metástases. Por definição, a metástase constitui o crescimento neoplásico à distância, sem continuidade e sem dependência do foco primário.

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: A

Alternativa que indico após analisar: A

2 pensamentos sobre “AOCP – EBSERH – UFGD/MS Respiratória 2014 – Questão 38

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s