FGV – Assembleia Legislativa/MT 2013 – Questão 60

60. A Facilitação Neuromuscular Proprioceptiva é uma abordagem terapêutica que se utiliza de padrões de movimento, procedimentos e técnicas com o objetivo de alcançar ou aprimorar alguma função. Assinale a alternativa que contém a técnica cujo objetivo é a co‐contração dos antagonistas.

(A) Estabilização rítmica.

(B) Reversão de agonistas.

(C) Contrair e relaxar.

(D) Iniciação rítmica.

(E) Manter e relaxar.

ritmo

A estabilização rítmica, uma técnica da facilitação neuromuscular proprioceptiva, utiliza a contração isométrica alternada de músculos agonistas e antagonistas para estabilizar uma articulação e equilibrar os músculos, pois envolve a participação do fuso neuromuscular, atuando na integridade do músculo.

Há pouco sobre esta técnica disponível sobre sua eficácia, por isso é questionável seu aparecimento em concursos.

A FNP baseia-se em aplicar movimentos em diagonais, os mais funcionais possíveis, onde se consegue, através da estabilização rítmica, uma contração alternada de músculos agonistas e antagonistas, beneficiando-se do mecanismo de inervação recíproca, reduzindo a atividade do fuso neuromuscular para um nível mínimo, porém operante,
como sugere Durigon (1995). A estabilização rítmica é uma técnica da FNP, baseada no método Kabat, que utiliza contrações isométricas alternadas contra uma resistência com ausência de movimento. Esse tipo de técnica poderia proporcionar não só um ganho final na amplitude de movimento, como também um equilíbrio das forças oferecido pelo sinergismo muscular e pela estabilidade articular. Estes são apenas alguns benefícios dessa técnica. De fato, entre os efeitos mais desejados pelos preparadores físicos e
professores, estão as interações mecânicas, como ganho do comprimento do músculo, o que evitaria retrações musculares, o aumento da flexibilidade articular e é claro, a melhora do desempenho esportivo (Durigon, 1995). Apesar destes conhecimentos, a FNP tem sido pouco utilizada no esporte ou na atividade física.

A FNP utiliza a técnica de estabilização rítmica (ER), que recorre aos músculos agonistas para melhorar a ação dos músculos antagonistas. Trata-se de uma contração de compartimentos musculares antagonistas. A contração máxima estática de um grupo agonista é seguida imediatamente e sem relaxamento de uma contração estática do grupo antagonista. Cada contração é mantida durante 6 segundos. Utiliza-se do princípio de indução sucessiva. O grupo mais forte, trabalhando contra uma resistência máxima,
irradia ao grupo antagonista mais fraco, o qual se contrai, por sua vez, de uma forma estática. As estabilizações rítmicas dirigem-se sobre todos os músculos tônicos estabilizadores (Noël-Ducret, 2001).

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: A

Alternativa que indico após analisar: A

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s