Símbolo oficial da Fisioterapia

Reparo desde a graduação que muita gente usa o símbolo errado. Sim, errado!

Não existe outra forma de se usar o símbolo senão a definida pela resolução nº. 232, de 27 de Dezembro de 2002 do COFFITO. É uma resolução, o fisioterapeuta que utiliza o símbolo com cores ou formatos diferentes do definido nesta resolução, está simplesmente descumprindo o que estabelece o próprio conselho profissional.

Creio que a maioria dos profissionais simplesmente nunca tenha pensado nisso, e entre esses muitos se incluem professores universitários, o que é mais grave, pois são os profissionais que orientam a formação dos novos fisioterapeutas. Não é demérito nenhum, apenas desinformação.

O que vejo acontecer com mais frequência é que na hora de se bordar os jalecos, muitas empresas simplesmente o fazem da forma mais fácil. Não podemos aceitar a desculpa que a letra é muito pequena, que é dificil bordar em tal ângulo ou que não tem tal cor de linha, que dêem um jeito, afinal estão sendo pagos para bordar o símbolo, e não para ter menos trabalho e desrespeitar uma imagem protegida por resolução de conselho federal. Se não possuem técnica suficiente, temos que procurar outra empresa para bordar o jaleco, simples assim.

fisio

http://www.coffito.org.br/site/index.php/home/resolucoes-coffito/305-resolucao-n-232-2002-dispoe-sobre-o-simbolo-oficial-da-fisioterapia-e-da-outras-providencias.html

Art. 1º- Ficam aprovados e oficializados o símbolo, o anel de grau e o manual de identidade visual da Fisioterapia:

I – SÍMBOLO:

a) RAIO – com comprimento de 9.5/10 do eixo maior interno do CAMAFEU (elipse), tendo nas extremidades superior e inferior largura zero e em sua parte mais ampla 0.5/10 do eixo citado; com impressão em 4 (quatro) cores, em escala CMYK na cor dourado (C7/M3O/Y100/K15);

b) SERPENTES – enrolar-se-ão no raio de cima para baixo, uma da esquerda para a direita e a outra da direita para a esquerda em forma elíptica, passando pela frente, por trás, pela frente e parte superior e inferior do raio respectivamente, tendo a maior distância entre elas de 4/10 do eixo maior interno do Camafeu e na parte superior da extremidade do raio à distância de 1.2/10 do eixo maior interno do Camafeu e na parte inferior da extremidade do raio à distância de 0.3/10 do eixo maior interno do Camafeu, com impressão em 4(quatro) cores, escala CMYK, nas cores: verde (C100/M0/Y90/K40) e preta (K100);

c) CAMAFEU – terá na borda a largura de 0.5/10 do seu eixo maior interno (eixo vertical) e, no seu eixo menor interno (eixo horizontal) o comprimento de 8/10 da referida medida com impressão de sua borda em quatro cores, escala CMYK, nas cores: marrom (C60/M70/Y80/K10) e preta (K100), em fundo branco;

d) A inscrição das palavras Fisioterapeuta ou Fisioterapia, terá o comprimento de 2.4/10 e 2/10 do eixo maior interno do Camafeu respectivamente, arqueado para baixo, acompanhando a linha do desenho, com impressão a 04 (quatro) cores em escala CMYK, na cor preta (K100).

II – ANEL– uma esmeralda engastada em aro de ouro, ostentando de um lado duas serpentes entrelaçadas e do outro a figura do raio, ambos na forma decomposta do símbolo aprovado nesta resolução;

Art. 2º- O Símbolo Oficial da Fisioterapia, ora aprovado, é propriedade cultural da classe dos Fisioterapeutas e seu uso será autorizado, controlado e supervisionado pelo COFFITO.

Art. 3º- O Símbolo Oficial da Fisioterapia, descrito nesta Resolução, tem seu uso autorizado:

I – no âmbito do Sistema COFFITO/CREFITOs;

II – nas Forças Armadas, nas Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares como insígnia profissional de indivíduo com patente de oficial, graduado em grau universitário superior em Fisioterapia;

III – por profissionais Fisioterapeutas com registro em CREFITO.

IV – por pessoas físicas ou jurídicas, desde que expressamente autorizadas pelo COFFITO.

Art. 4º – O Símbolo Oficial da Fisioterapia poderá ser utilizado como segundo brasão nos documentos oficiais do COFFITO e dos CREFITOs.

Art. 5º- O Manual de Identidade Visual poderá ser obtido junto ao COFFITO e CREFITOs;

Art. 6º- Os casos omissos serão deliberados pelo Plenário do COFFITO.

Art. 7º- Esta Resolução entra em vigor na data da sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s