IADES – EBSERH – UFTM/MG 2013 – Questão 38

38. Em relação às terminologias e à posição anatômica, às noções dos planos e aos eixos anatômicos, assinale a alternativa correta.

(A) O plano coronal divide o corpo em direito e esquerdo.

(B) O plano horizontal divide o corpo em superior e inferior.

(C) Entre os movimentos que acontecem no plano sagital, podemos destacar a flexão e a extensão do joelho.

(D) O quinto dedo está colocado, lateralmente, com relação ao primeiro dedo.

(E) O termo proximal e distal serve para localização de estruturas no esqueleto axial.

Planos e eixos

Parece haver uma exuberância de termos que dizem a mesma coisa quando falamos em planos e eixos anatômicos. Por isso, após analisar as alternativas isoladamente, vou deixar um texto específico onde procurei mostrar os termos que acabam confundindo muita gente num tema simples como esse.

Na “A”, alternativa incorreta. O plano coronal ou frontal, onde já temos dois termos para a mesma coisa, divide o corpo em anterior e posterior.

Na “B”, um belo ponto de interrogação. O plano horizontal ou transversal, de novo abundância de termos para a mesma coisa, não divide o corpo em superior e inferior. Essa divisão ocorre em membros superiores e inferiores, e isso independe de onde se localiza o plano horizontal. Mas alguns autores consideram esta divisão, diferenciando como inferior ou superior o que está mais perto de um dos extremos. Como não há uma linha mediana para o corpo que o divida em superior e inferior, já que de forma diferente dos lados esquerdo e direito, o corpo não é simétrico em MMSS e MMII, creio que por isso podemos considerar incorreto. Só cheguei a essa conclusão após analisar muito a terminologia dos planos e eixos, mas o mais comum é que os autores considerem que o plano transversal ou horizontal divida o corpo em inferior e superior. Essa alternativa daria um belo recurso, por isso marco essa questão como erro da organizadora sem considerar que a banca tenha errado de fato.

Na “C”, alternativa correta. flexão e extensão são movimentos do plano sagital.

Na “D”, tomando sempre a posição ortostática como parâmetro, o polegar fica para fora(mais lateral) e o dedo mínimo, ou quinto quirodáctilo, fica para dentro(mais medial). Alternativa incorreta.

Na “E”, os termos distal e proximal fazem referência à localização de estruturas do esqueleto apendicular. Incorreta, mas é uma bela pegadinha.

O texto abaixo é meu, a maioria dos textos que encontrei não eram o que eu esperava mostrar, por isso me elaborei um texto onde procuro abarcar todos os termos utilizados e, de alguma forma, contribuir com quem acha que não é inteligente e nunca vai entender isso. A culpa não é sua se você não sabe que Cida, Maria Aparecida e Cidinha são a mesma pessoa.

Planos e eixos do corpo humano – desvendando a lambança terminológica

Classificar os movimentos do corpo humano é algo essencial. Se trabalhamos como otimizadores da função, devemos conhecer os parâmetros para saber aonde chegar. Apesar de elementar, é um tema que devido ao elevado número de autores que o abordam oferece algumas variáveis de terminologia para o mesmo movimento. Essa profusão terminológica mais complica que organiza. Vamos a ela, não sem antes definir o que é plano e o que é eixo.

Plano é uma superfície reta que se move em torno de um eixo perpendicular.
planos paralelos

Eixo é uma linha reta que atravessa o centro de um corpo e em torno da qual esse corpo pode executar movimentos. Um exemplo é o eixo terrestre, a linha imaginária que cruza o centro da Terra. O planeta gira em torno desse eixo.
Eixo da Terra

Dessa forma, podemos concluir que os movimentos ocorrem nos planos, já que o eixo atravessa a articulação no sentido perpendicular (que é o formato de um “T”). Por essa razão, não importa o sentido de movimento no plano, tanto nos movimentos de extensão como nos de flexão por exemplo, o eixo não muda, e por isso também ocorrem no mesmo plano.

Os movimentos de circundução dos membros e de diducção da mandíbula são movimentos circulares, onde as articulações se utilizam de todos os eixos e planos articulares de que dispõem, e por isso não estão classificados abaixo. Há também a escapulação do ombro, que é um movimento recentemente estudado, adiante do plano frontal (30º/40º) associado a flexão e a abdução.

Deve-se dar atenção muito especial à classificação dos movimentos escapulares. De forma diferente da articulação glenoumeral, onde os movimentos do ombro são facilmente identificados em seu eixo, os movimentos da anteposição, retroposição, elevação, depressão, e as rotações da escápula não possuem um eixo identificável, já que é a própria escápula que se movimenta por ação muscular, sem haver uma articulação fixa em torno da qual ela se movimente. No entanto, seus movimentos podem ser enquadradas nos planos, apesar de haver informações divergentes quanto a isso em alguns autores. Busquei nesse texto a melhor informação que consegui, mas sugiro uma pesquisa minuciosa sobre os movimentos tanto da escápula quanto da articulação temporomandibular para se aperfeiçoar o aprendizado.

Plano sagital! …ou mediano? …ou parassagital? …ou paramediano!?

plano sagital

Aqui uma bela mistura. Simplificando, quando uma linha imaginária cruza exatamente o meio do corpo, dividindo-o em duas metades simétricas no sentido vertical, uma à direita e outra à esquerda, esse plano recebe o nome de mediano, ou ainda sagital-mediano. Se esse plano for deslocado um pouco para o lado, já é chamado de sagital, ou menos frequentemente de paramediano, ou ainda parassagital. Muita fumaça para pouco fogo, não é mesmo!?

Considera-se que existam 4 planos anatômicos porque o mediano é contado como um plano diferente do sagital. Com exceção talvez de flexão e extensão da coluna vertebral, não pode haver movimento no plano mediano, e mesmo esse movimento também se enquadra no plano sagital por tabela. Então qualquer movimento é classificado por um dos três demais planos. Isto posto, se você se deparar a descrição de “quatro planos e três eixos anatômicos”, saiba que esse autor está considerando que o plano mediano e o sagital são diferentes. A utilidade do plano mediano é apenas traçar uma linha média para o corpo e separá-lo em duas metades. Dessa forma, seu irmão gêmeo, o plano sagital, fica livre para se posicionar nos membros sem alterar a nomenclatura dos lados do corpo.

Nesse plano temos basicamente apenas o movimento de flexão e extensão. Digo isso porque mesmo o movimento de plantiflexão, analisando friamente, é uma extensão do tornozelo.

Flexão e extensão da coluna cervical
Flexão e extensão da coluna torácica
Flexão e extensão da coluna lombar
FLEXÃO E EXTENSÃO DA COLUNA VERTEBRAL

Depressão e elevação mandibular
ATM

Protração e retração da mandibula
movimento-bordejante-no-plano-sagital1

Flexão e extensão de ombro
Flexão e extensão coxofemoral
flexão e extensão do ombro e quadril

Flexão e extensão de cotovelo
FlexaoExtensao COTOVELO

Flexão e extensão de punho
punhoflexao

Flexão e extensão de quirodáctilos
FLEXAO DEDOS

Anteversão e retroversão coxofemoral
anteretroversaoquadril

Flexão e extensão de joelho
FLEXAO EXTENSAO JOELHO

Plantiflexão e dorsiflexão de tornozelo
Dorsiflexao-e-Plantiflexao-dos-pes

Flexão e extensão de pododáctilos
tipos-dedos-pes-01

O plano sagital ou mediano é cruzado pelo eixo látero-lateral. Já li descrição desse eixo como “também pode ser chamado de eixo horizontal ou transverso”, mas essa informação apesar de correta só reinventa a roda e mistura os termos dos planos com os termos dos eixos.

Plano frontal? Coronal?

plano frontal

Termos meramente sinônimos, sem nenhuma diferença prática. Essa linha imaginária divide o corpo em anterior e posterior.

Neste plano, temos basicamente os movimentos de abdução e adução que, dependendo da articulação, tem essa nomenclatura alterada.

Inclinação e redução(retorno) da coluna
inclinação da coluna vertebral

Adução e Abdução do ombro
ombroAducaoAbducao
Elevação e depressão(ou abaixamento) escapular
movimentos da escapula2

Protração e retração escapular
abducao_aducao escapular

Desvio ulnar(adução do punho) e desvio radial(abdução do punho)
movimentos do punho

Abdução e adução do polegar e quirodáctilos
abducao_aducao polegar
adução e abdução dos quirodáctilos

Abdução e adução do quadril
ADUÇÃO DO QUADRIL

Inversão(adução) e eversão(adbução) do tornozelo
Inversão_e_Eversão

Adução e abdução dos pododáctilos
pes_formatos

O plano frontal ou coronal é cruzado pelo eixo anteroposterior.

Plano horizontal ou transverso?

Termos sinônimos, mas como estamos falando de planos e não de eixos, creio que dizer plano “horizontal” é mais adequado, já que transverso sempre dá uma sensação de algo “através de”, como um eixo.

Desvio lateral da mandibula
desvio lateral da mandibula

Rotação de coluna, ombro e coxofemoral
MOVIMENTOS DE ROTAÇÃO

Abdução e adução horizontal do ombro
abdução e adução horizontal do ombro

Anteposição retroposição do ombro
RETROPOSIÇÃO E ANTEPOSIÇÃO OMBRO

Rotação superior e rotação inferior da escápula
retroposição ombro

Pronação e supinação do cotovelo
pronação supinação

Oposição e reposição do polegar
OPOSIÇÃO E REPOSIÇÃO DO POLEGAR

Inclinação do quadril
inclinação quadril

Adução e abdução horizontal do quadril
abdução horizontal do quadril
O plano horizontal ou transverso é cruzado pelo eixo longitudinal.

Os motivos da dificuldade de assimilação dos planos e eixos anatômicos

Com exceção da terminologia, os fatores que geram confusão e dificuldade para fixação dos planos e eixos anatômicos são três:

1) Confundir o plano sagital com o eixo anteroposterior

O plano sagital e o eixo anteroposterior estão na mesma direção. A diferença é que a função do eixo é servir de base para a articulação se movimentar, então o eixo anteroposterior só pode servir para os movimentos perpendiculares a ele, que são os movimentos que ocorrem no plano frontal.

2) Confundir o plano frontal com o eixo longitudinal

Apesar de ocuparem a mesma localização espacial, a função do eixo longitudinal é servir de suporte para os movimentos do plano horizontal.

3) Confundir o plano transverso com o eixo mediolateral

Apesar de mesma localização, a função do eixo mediolateral é servir de base para os movimentos perpendiculares a ele, que são os movimentos do plano sagital.

Vou deixar uma aulinha da Unicamp bem bacana sobre esse tema:
http://webensino.unicamp.br/disciplinas/EF920-289819/apoio/1/aula02_04_07.pdf

Agora, deixo um vídeo muito bem elaborado, onde fica claro tudo o que foi exposto neste texto.

Finalizo com uma dica “felomenal”. Se apesar de tudo, na hora da prova der um branco, pegue uma folha de papel e uma caneta. Fure a folha com a caneta, deixando a caneta no centro da folha. Pronto. Posicione essa engenhoca da forma que você quiser, a caneta sempre será o eixo e a folha de papel sempre será o plano.

Ficará parecido com o pirocóptero!

pirocoptero

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: C

Alternativa que indico após analisar: C

8 pensamentos sobre “IADES – EBSERH – UFTM/MG 2013 – Questão 38

    • Karla, que bom que foi útil. Algumas questões, como essa, me dão bastante trabalho, principalmente para desvendar os motivos de vários textos mostrarem a mesma coisa com outras palavras, termos diferentes para a mesma coisa. E no final, essa malandragem de pirocóptero resolve tudo durante uma prova.

  1. Pingback: FCC – TRT 13 2007 – Questão 39 | Questões de fisioterapia comentadas

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s