FCC -TRT 15ª Região 2005 – Questão 46

46. Um homem de 57 anos trabalhador da construção civil sofreu queda de um andaime há uma semana e fraturou osso temporal direito. Queixa-se de dificuldade para manter o equilíbrio, rigidez no pescoço e nos ombros, visão embaçada, náusea e sensação de “estar girando”. O exame clínico revelou: marcha lenta e irregular; necessidade de apoiar nas paredes ou em outros objetos para não cair; evita mover sua cabeça tanto quanto possível; apresenta nistagmo contínuo mesmo quando não movimenta a cabeça; comprometimento de audição à direita; força muscular e sensibilidade somática normais; visão e movimentos oculares estão intactos. Com base na sintomatologia deste paciente pode-se afirmar que apresenta lesão na área:

(A) tronco cerebral.

(B) córtex motor primário esquerdo.

(C) cerebelo.

(D) nervo vestíbulo-coclear direito.

(E) pedúnculo cerebelar direito.

Reabilitação vestibular
Questões assim deveriam ser mais comuns em concursos para fisioterapeuta. Casos clínicos nos fazem ter que aplicar o conhecimento em uma situação hipotética.

Inicialmente, as informações mais relevantes são o mecanismo de lesão(trauma direto) e o local da lesão(osso temporal direito). Só aqui já dá para eliminar locais que não estão envolvidos no trauma, como o cerebelo e o pedúndulo cerebelar. Mas devemos dar atenção para lesões do lado oposto(golpe e contragolpe) da lesão. Para prosseguirmos, precisamos analisar a sintomatologia pós-trauma.

Dos sintomas apresentados, o que define a resposta é a presença do “nistagmo contínuo mesmo quando não movimenta a cabeça”.

Nistagmo são oscilações repetidas e involuntárias rítmicas de um ou ambos os olhos em algumas ou todas as posições de mirada, podendo ser originárias de labirintites, maculopatias ou catarata congênita, albinismo, e outras causas neurológicas. Fisiologicamente, o nistagmo é um reflexo que ocorre durante a rotação da cabeça para estabilizar a imagem. O reflexo é dividido em duas fases, uma rápida e uma lenta. A fase lenta é para compensar a rotação da cabeça e a fase rápida é para resetar o movimento (caso contrário o olho iria atingir a borda da órbita e se manteria lá enquanto durasse o movimento rotacional). A fase lenta é gerada pelo sistema vestibular enquanto a fase rápida responde a sinais do tronco cerebral.

O nistagmo é dito patológico quando o movimento (fases rápida e lenta) ocorrem mesmo com a cabeça parada. É resultado do desbalanço do sistema vestibular alterando o tônus dos neurônios motores extra-oculares. O nistagmo patológico é um sinal clássico de doenças do labirinto vestibular e suas conexões centrais.

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: D

Alternativa que indico após analisar: D

Um pensamento sobre “FCC -TRT 15ª Região 2005 – Questão 46

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s