FUNRIO – Coronel Fabriciano/MG 2008 – Questão 25

25. A tração cervical, por quaisquer de seus métodos, está contra-indicada nos casos de:

A) compressão da raiz nervosa.

B) osteoporose.

C) osteofitose difusa.

D) osteoartrite difusa.

E) espasmo muscular cervical.

placa na cervical

A alternativa “A” é uma das melhores indicações para tração cervical.

A alternativa “B” é uma bela contraindicação, recomendo se pensar duas vezes antes de se realizar tração cervical em pacientes com idade avançada. E se for o caso, que seja feita de forma muito suave.

Outro aspecto com relação  à coluna cervical: eu utilizo muito a tração cervical e mobilizações cervicais na prática clínica, mas não gosto de manipulações na cervical. Só faço qualquer procedimento na cervical com a certeza absoluta de não haver nenhum risco. Aconselho isso a todos. Não importa onde você estudou quiropraxia ou osteopatia, procure embasamento (PBE – Prática Baseada em Evidências) sobre manipulações cervicais e você irá se surpreender. Mobilizações sem “thrust” (estalo) não devem ser subestimadas.

As duas principais contraindicações para a tração cervical são a osteoporose severa e a presença de implantes metálicos na coluna cervical.

A “C” osteofitose difusa, são calcificações, vulgo “bico-de-papagaio”. Sem problemas para tração. O mesmo para “D”, que não deve ser confundida com artrite reumatoide. A “E” também sem problemas.

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: B

Alternativa que indico após analisar: B

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s