FUNRIO – Coronel Fabriciano/MG 2008 – Questão 23

23. São sinais de fadiga respiratória, além da rapidez dos ciclos respiratórios e da alteração no padrão toracoabdominal:

A) movimentos acessórios da cintura escapular.

B) movimentos paradoxais.

C) inspiração e expiração bucal.

D) sudorese fria.

E) bradicardia.

Cansaço

Para quem foi direto em respiração paradoxal, reparem que o enunciado diz “além da alteração do padrão toracoabdominal”, ou seja, essa alternativa já foi considerada pela banca!

A banca indica a alternativa “B” como correta, mas ao se responder o que pede o enunciado, devemos reparar que se ela pede um sinal “além da rapidez dos ciclos respiratórios e da alteração no padrão toracoabdominal”, isso deve ser interpretado como “um sinal que não seja uma alteração de aumento do fluxo e não seja uma alteração nos movimentos toracoabdominais”. Dessa forma, a “B”, devido a uma restrição do enunciado, não é uma resposta adequada.

Se a alternativa “A” descrevesse a “utilização de musculatura acessória da inspiração” estaria correta.

Fiquei em dúvida quanto a “C”, já que é típico o “respirar pela boca” após exercícios intensos. Até poderia incorrer no mesmo problema da alternativa “B”, porque já foi considerado o aumento da velocidade do fluxo respiratório no enunciado, mas são ocorrência diferentes, apesar de relacionadas. Essa aqui me parece a que melhor responderia a questão

Alternativas “D “e “E” não tem relação com fadiga inspiratória.

A parede torácica é o conjunto toracoabdominal (TA) que tem como componentes a caixa torácica (CT) e o abdômen (AB), separados pelo diafragma. Dessa forma, o movimento toracoabdominal normal é constituído pela expansão e retração desses compartimentos durante a inspiração e a expiração, respectivamente. Embora CT e AB se movam em unidade, cada um dos compartimentos apresenta indepen­dência de movimento. Quando o deslocamento entre os compartimentos deixa de ser harmônico, o movimento TA torna-se assincrônico. Homens e mulheres saudáveis de diferentes faixas etárias apresentaram simetria entre os movimentos dos lados direito e esquerdo do tórax e abdômen.

O padrão respiratório e o movimento TA podem ser influenciados por vários fatores como posicionamento do indivíduo, idade, sexo, sobrecarga respiratória, doenças neuromusculares, doenças pulmonares associadas ao aumento da resistência da via aéreae doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC). O aumento dos índices de assincronia pode estar relacionado a pior prognóstico e mor­talidade significativamente maior.

A Respiração Paradoxal caracteriza-se pela inversão do movimento ventilatório, sendo realizado pela região abdominal durante a inspiração. O movimento se dá como se a parede torácica “move-se para fora e a parede abdominal para dentro”. Ocorre quando há aumento da carga inspiratória e pode acontecer por patologias obstrutivas, lesões de nervo frênico, paralisias diafragmáticas, traumas torácicos e outros fatores. Pode levar a uma fadiga muscular e posteriormente falência muscular respiratória, caso o quadro persista.

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: B

Alternativa que indico após analisar: C

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s