VUNESP – São Paulo/2002 – Questão 26

26. Com relação aos alongamentos, é correto dizer que

(A) se deve permanecer na posição de alongamento no máximo 10 segundos.

(B) se deve permanecer na posição de alongamento entre 15 e 30 segundos a fim de inibir o reflexo das fibras musculares extra fusais.

(C) as fibras musculares extra fusais somente são inibidas após 2 minutos de alongamento.

(D) as repetições rápidas e bruscas são o melhor método de alongamento.

(E) o tempo de permanência em postura de alongamento não influencia a distensibilidade muscular.

alongamento

Se pensarmos no senso comum, alongar por volta de 20 segundos, a alternativa “A”, é claramente incorreta. A “B”, por senso comum, é a mais apropriada. A alternativa “C”, tempo excessivamente longo. A “D”  se caracterizasse o alongamento balístico de forma mais adequada, mas nem isso. A alternativa “E”, sem comentários, é absurda.

Deixo um fragmento de um artigo antigo, de 2003, mas acredito que ainda útil. Em saúde, o conhecimento é constantemente atualizado, por isso peço que sempre busquem o que houver de mais recente, mandatoriamente em inglês, em sites como PEDro, PubMed e Cielo.

A DURAÇÃO DO ALONGAMENTO

Madding et al. compararam o efeito de 15, 45 e 120 segundos de alongamento passivo em posição abduzida de quadril. Eles relataram que o alongamento sustentado por 15 segundos foi tão efetivo quanto o sustentado por 120 segundos.

Já Bandy et al. examinaram os efeitos do tempo de alongamento de isquiotibiais em três grupos por 15, 30 e 60 segundos, cinco vezes por semana, durante seis semanas, sendo comparados com um grupo-controle que não foi alongado. A eficácia foi igual em 30 e 60 segundos, sendo que ambos foram mais efetivos que em 15 segundos ou nenhum alongamento.

No trabalho de Borms et al. foi concluído que o alongamento de 10 segundos é tão efetivo quanto os de 20 ou de 30 segundos. Mas os dados parecem apontar para o fato de que os grupos alongados por 20 e 30 segundos chegaram a um platô depois de sete semanas, mas o grupo alongado por 10 segundos aumentou a amplitude de movimento gradualmente durante as dez semanas, inferindo-se que os alongamentos com duração mais longa geram ganho de amplitude de maneira mais rápida.

Feland et al., em estudo realizado com idosos, concluíram que alongamentos de 15 e 30 segundos repetidos quatro vezes em cada sessão, cinco vezes por semana, por seis semanas, aumentaram a amplitude de movimento significativamente em relação ao grupo-controle, porém, o grupo que alongou por 60 segundos obteve maior amplitude articular.

Kisner et al afirmam que os ganhos obtidos com alongamentos de curta duração são transitórios e atribuídos a uma folga temporária entre as actinas e miosinas nos sarcômeros. Já o alongamento de 20 minutos ou mais traria ganhos mais duradouros.

Woo & Young argumentam que quando uma substância é exposta a uma força passiva (alongamento), ela será deformada de acordo com as propriedades viscoelásticas do material, e quando uma força relativamente baixa é sustentada por um longo período de tempo, a maioria dos materiais deforma de maneira tempo-dependente. Isso tem relação com o que se chama em biomecânica de arrasto “creep”, que ocorre quando uma carga de baixa magnitude é aplicada por um longo período de tempo. Quando a força é interrompida, o tecido volta ao seu comprimento original, também de maneira tempo-dependente.

Warren et al. afirmam que, quando forças de tração são continuamente aplicadas, o tempo requerido para alongar o tecido, a uma quantidade especifica, varia inversamente com as forças usadas. Esses mesmos autores discutem que uma força muito grande pode provocar danos aos tecidos musculares, sendo difícil de ser mantido por um longo período, mas um alongamento mais leve mantido por um tempo longo é mais seguro e mais eficaz. Mas é importante ressaltar que, quando se fala de ganhos a longo prazo, o tecido muscular não aumenta de tamanho só pela viscoelasticidade, mas também por um aumento no número de sarcômeros.

http://medicina.fm.usp.br/fofito/fisio/pessoal/amelia/artigos/alongamentorev.pdf

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: B

Alternativa que indico após analisar: B

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s