FUNRIO – SESDEC/RJ 2008 – Questão 09

09. Quanto à marcha pode-se afirmar que:

A) a fase de balanço representa 60% do seu ciclo e contem três subfases.

B) o comprimento do passo é a distância do apoio de um calcanhar até o próximo apoio do mesmo calcanhar.

C) a largura do passo é a distância entre dois passos alternados.

D) a fase de apoio representa 60% do seu ciclo e contem quatro subfases.

E) seu ciclo contém duas fases de apoio e uma fase de balanço.

andando sobre a agua

Pessoal, tive problemas com o windows e não pude postar esses dias, mas já enviei meu computador para um técnico de confiança que irá usar de toda a sua agilidade para prontamente resolver meu problema. Tirei até uma foto do rapaz avaliando meu computador:

tartaruga no computador

Vamos à questão.

Na “A”, pegadinha, a fase de balanço é de 40% de duração do ciclo da marcha. Incorreta.

A “B” descreve o comprimento de uma passada. Incorreta.

A “C”, a largura do passo é a distância entre os membros inferiores durante a marcha, nada a ver com a soma dos passos alternados.

Na “D”, alternativa correta.

Na “E”, incorreta, O certo seria uma fase de apoio, uma fase de balanço e dois períodos de duplo apoio.

Segundo Sullivan (1993), Marsico e colaboradores (2002) e Perry (2005), o ciclo da marcha é dividido em duas fases, apoio e balanço e dois períodos de duplo apoio.

A fase de apoio constitui 60% do ciclo da marcha (toque do calcanhar, apoio inicial, médio apoio, apoio terminal e pré-balanço). (Sobre a divergência com a resposta correta, leia explicações nos comentários desse post). Nessa fase, os músculos eretores espinhais mantêm a postura vertical, os glúteos máximos previnem a flexão de quadril e o tronco não se inclina em direção à coxa e o quadríceps mantém a extensão de joelho.

A fase de balanço constitui 40% do ciclo da marcha (balanço inicial, balanço médio e balanço final).

O período de duplo apoio é a fase em que os dois pés estão em contato com o solo (Marsico e colaboradores, 2002 e Perry 2005).

O comprimento do passo é a distância longitudinal entre o apoio do calcanhar de um membro no solo e o apoio do calcanhar contra-lateral no solo.

O comprimento da passada é a distância entre o apoio do calcanhar de um membro no solo e a volta do apoio desse mesmo calcanhar no solo.

A largura do passo é o distanciamento entre os pés. Estas são as variáveis espaciais. (Sullivan, 1993; Perry, 2005).

A variável temporal da marcha é a velocidade, calculada pela divisão da distância percorrida pelo tempo dispendido.

A cadência é o número de passos dados por minuto (Sullivan, 1993; Perry, 2005).

A velocidade de marcha é uma medida válida e prática da mobilidade e reflete a atividade funcional da vida diária.

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: D

Alternativa que indico após analisar: D

2 pensamentos sobre “FUNRIO – SESDEC/RJ 2008 – Questão 09

  1. olá! de acordo com a resposta certa da questão: D) a fase de apoio representa 60% do seu ciclo e contem quatro subfases.

    E a descrição da fase de apoio constitui 60% do ciclo da marcha sendo: 1) toque do calcanhar, 2) apoio inicial, 3) médio apoio, 4) apoio terminal e 5) pré-balanço

    considera-se correto?

  2. Olá Camila,

    não marquei como erro da organizadora porque isso depende do autor de referência, mas sua pergunta me fez reparar que poderia ter explicado isso no post.

    Por exemplo, autores conceituados como Rose e Gamble (1998) definem apenas três subfases do apoio, sendo Duplo apoio inicial (primeiro duplo apoio) – Apoio simples – e Duplo apoio final (segundo duplo apoio).

    Mas aqui temos que pensar no convencional, então são 4 subfases mesmo, pois alguns autores consideram o toque do calcanhar e o apoio inicial como a mesma coisa, e outros consideram que o toque do calcanhar não implica em descarga de peso, e que no apoio inicial já há essa descarga de peso.

    Para complicar um pouco mais, se não me falha a memória, Hoppenfield diferencia os ciclos da marcha em 62% de fase de apoio e 38 % de fase de balanço.

    Mas se você for fazer provas dessa banca, siga a bibliografia que eles utilizam, já que não é possível entrar com recurso se não houver erro, e no caso de referências diferentes, realmente não haverá.

    Taí um dos motivos de se estudar provas anteriores da mesma banca do concurso que se vai fazer.

    Abraço,
    André.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s