FUNRIO – Itaboraí/RJ 2007 – Questão 32

32. Na fase de reagudização da artrite reumatóide, a diatermia está contra-indicada por aumentar o(a):

A) congestão venosa segmentar

B) destruição do colágeno dentro da articulação tratada

C) hipóxia nos tecidos regionais

D) fenômeno de Raynaud

E) sensação parestésica segmentar

calor

Nas alternativas “A”, “C”, “D” e “E”, alterações circulatórias e de sensibilidade são contraindicações para a utilização de modalidades de diatermia, mas também indicam alguns efeitos.

Existem estudos que contra-indicam o uso do aquecimento mais acentuado em  processos inflamatórios agudos, onde pode apresentar uma outra reação inflamatória, que em última análise conduzirá a efeitos indesejáveis, como necrose tecidual. Artropatias inflamatórias degenerativas, que abrange a artrite, bursite, periartrite escápulo-umeral, espondilite, epicondilite e espondilo-artrose: responde bem quando utilizados em fase não aguda, certo que não se utiliza calor em processos inflamatórios agudos, pois, a função celular fica aumentada e como conseqüência o seu metabolismo também aumenta.

Na “D”, o Fenômeno de Raynaud é uma desordem vascular desencadeada, sobretudo, pelo frio ou estresse, resulta de um vasoespasmo exagerado das arteríolas e capilares digitais. Os quirodáctilos e, menos comumente, os pododáctilos são afetados; lobo da orelha, lábios, nariz e mamilos podem também estar envolvidos. Nada a ver, né!? Mais um pouco sobre essa patologia.

Fenômeno, síndrome e doença de Raynaud usualmente são apresentados em conjunto. Contudo, são situações distintas.

Fenômeno de Raynaud : seja ele primário ou secundário, é o termo que representa as alterações tipicamente trifásicas (palidez, cianose e hiperemia) descritas por Maurice Raynaud, embora formas incompletas sejam aceitas como válidas.

Doença de Raynaud (também chamado de fenômeno de Raynaud primário ou idiopático) designa a ocorrência de vasoespasmo em casos nos quais não se detecta doença subjacente por pelo menos dois anos após o início dos sintomas. Caracteriza-se pela ausência de necrose ou ulcerações, ausência de uma causa secundária detectável com base na história clínica e exame físico geral do paciente, capilares periungueais normais, anticorpo antinuclear negativo, velocidade de hemossedimentação normal. Afeta pessoas com idade entre 15 e 45 anos. O diagnóstico é feito, em geral, dois anos após o início dos sintomas se não houver desordem causal subjacente. Pode estar associado com vasoespasmo coronariano ou hipertensão pulmonar primária. Não há alteração histológica detectável nas artérias digitais.

Já a terminologia de síndrome de Raynaud (ou fenômeno de Raynaud secundário) é reservada para os casos associados a uma desordem primária reconhecida. Pode ser unilateral, assimétrico afetando, por vezes, apenas um ou dois dedos. Tem pior prognóstico e maior morbidade que a forma primária.

Essa diferença de nomenclatura traz implicações para o entendimento e o acompanhamento da doença, mas não pode ser considerada de maneira rígida. Há pacientes que desenvolveram esclerodermia 14 anos após o diagnóstico do fenômeno de Raynaud

Mantendo a curiosidade em mode “on”, Auguste Gabriel Maurice Raynaud (1834–1881), foi um médico, escritor e professor francês, que entrou para a história com esse epônimo após sua publicação em 1862 de “De l’asphyxie locale et de la gangrène symétrique des extrémités”. Ele obteve seu PhD  (Doctorat ès lettres) com um artigo e com o livro “Medicine in Molièrés  time”.

A  alternativa “B” é a única que sobra, por eliminação. A diatermia causa a extensibilidade do colágeno, podendo ocasionar a destruição das fibras de colágeno.

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: B

Alternativa que indico após analisar: B

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s