FUNRIO – Maricá/RJ 2007 – Questão 36

36. A oxigenação sanguínea depende da suficiente ventilação alveolar, podendo a mesma ser promovida pela intervenção fisioterapêutica com os seguintes objetivos:

A) aumentar a ventilação corrente e a ventilação do espaço morto

B) diminuir a ventilação corrente e aumentar a ventilação do espaço morto

C) diminuir a ventilação corrente e a ventilação da espaço morto

D) aumentar a ventilação corrente e a diminuição do espaço morto

E) aumentar a ventilação do espaço morto

pulmao florido

Só interpretando o enunciado já podemos eliminar as alternativas “B” e “C”, que falam em diminuir a ventilação corrente. A alternativa “E” fala de aumentar a ventilação do espaço morto, o que pode ser até considerado, já que aumentaria por tabela o volume corrente, mas temos que observar que as demais alternativas mostram alternativas mais completas.

As alternativas “A” e “D” falam de aumentar a ventilação. A “A” menciona o  “aumentar a ventilação do espaço morto”, enquanto a “D” diz sobre “diminuir o espaço morto”. A banca não diferencia espaço morto anatômico de espaço morto fisiológico, embora só possa haver esse aumento no espaço aumento fisiológico.

 

O problema da “A” é que simplesmente aumentar a ventilação no espaço morto não pode ser um objetivo, sua diminuição é um objetivo mais interessante. Ainda assim, pode ser questionável a forma como foi formulada esta questão.

Vamos às definições:

Espaço Morto Anatômico – compreende as regiões do trato respiratório onde não ocorrem as trocas gasosas, a saber, cavidade oral e nasal, faringe, laringe, traqueia, brônquios e bronquíolos, menos os bronquíolos respiratórios, onde já se percebe alguma troca gasosa. Consiste em aproximadamente 150ml do volume corrente que fica na via condutora sem fazer hematose, que é troca gasosa (O2-CO2) que ocorre nos capilares dos alvéolos.

Espaço Morto Fisiológico – é o espaço que anteriormente realizava trocas gasosas e que agora não o permite mais, quer seja por espessamento das paredes alveolares, por ausência de ventilação alveolar ou por ausência de perfusão sanguínea, quer seja por aumento das paredes alveolares, por aumento dos espaços aéreos ou ainda por obstrução e bloqueio respiratório. Em resumo, é o volume de gás nos pulmões que não participa das trocas gasosas.

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: D

Alternativa que indico após analisar: D

2 pensamentos sobre “FUNRIO – Maricá/RJ 2007 – Questão 36

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s