FUNRIO – Maricá/RJ 2007 – Questão 26

26. Um paciente de 65 anos e hipertenso, 48h após sofrer tratamento cirúrgico para a redução da fratura diafasiária do fêmur, foi encaminhado à fisioterapia. Teve como indicação incluir no programa terapêutico ultra-som contínuo em potencia inicial de 1,5W/cm² ao longo da cicatriz cirúrgica (aproximadamente 25 cm de extensão). Neste caso, a indicação da sonidoterapia visa:

A) estimular a ação osteoclástica

B) acelerar o processo cicatricial cutâneo

C) prevenir as cicatrizes hipertróficas

D) prevenir hematomas nas partes moles

E) estimular o trofismo da musculatura da crural anterior

Posterior_Hip_Muscles_1

Sonidoterapia!? Tá de brinqueition uiti mi FUNRIO? Existe um vício de linguagem, chamado prolixidade, que define bem essas questões da FUNRIO.

Só podemos pensar aqui nos objetivos do ultrassom para a fratura de diáfise do fêmur.

Na “A”, alternativa incorreta. O US tem como propriedade estimular a atividade osteoblástica.

Os osteoclastos degradam melhor o osso quando estão em contato com matriz óssea mineralizada e isso só é possível com o auxílio dos osteoblastos. Os osteoblastos, produzem enzimas que degradam a camada não mineralizada da matriz permitindo assim aos osteoclastos um fácil acesso à matriz óssea mineralizada para a degradarem.

Na alternativa “B”, o caso clínico relata a presença de uma extensa cicatriz pós-operatória, e o ultrassom possui essa possibilidade de acelerar a cicatrização.

Ultrassom é um recurso que tem obtido bons resultados como terapia para cicatrização cutânea. O que se pode observar na fase inflamatória inicial de reparação é uma aceleração do processo aumentando a liberação de fatores de crescimento pela degranulação dos mastócitos. Há também efeitos no aumento da angiogênese, na síntese e maturação de colágeno e também na formação de tecido cicatricial.

Na “C”, o recurso mais utilizado para prevenção de cicatrizes hipertróficas, também chamadas de quelóides, é o LASER. Existem também outras técnicas, como as fitas de microporo, faixas de silicone e malhas elásticas compressivas. Também devemos considerar que após apenas dois dias da operação a conduta mais indicada é acelerar o processo de cicatrização.

Na “D” prevenção de hematomas. O ultrassom tem essa característica relatada no pós operatório, mas a allternativa “B” é mais relevante já que não há a descrição de hematoma no caso clínico.

Na alternativa “E” algo interessante. O músculo quadrado da coxa ou quadrado femoral (ou ainda antigamente quadrado crural) é um músculo da região glútea, como na imagem desse post. Não confunda com o quadríceps da coxa, localizado na região anterior da coxa e formado pelos músculos reto femoral e vastos lateral, intermédio e medial.

Acredito que era isso que a banca visava, que se confundisse o músculo quadrado femoral(crural) com o quadríceps, que está situado no local da fratura, região diafisária de fêmur.

Alternativa assinalada no gabarito da banca organizadora: B

Alternativa que indico após analisar: B

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s